Ultrassonografia Doppler 

Abdominal

O exame Doppler abdominal é indicado para aqueles animais que fizeram uma avaliação previa pelo exame ultrassonográfico convencional com indicação para avaliação Doppler (colorido e pulsado) de um determinado órgão (ex: fígado, rins, linfonodos, massas, vasos). O estudo Doppler   permite o avaliar o trajeto e direção dos fluxos, o comportamento velocimétrico dos principais vasos abdominais, caracterizar vasos anômalos e perturbações hemodinâmicas, diferenciar estruturas vasculares e não vasculares e verificar a presença de trombos e estenoses.

Principais indicações:

1. Má formações vasculares congênitas ou adquiridas como shunts intra hepáticos ou extra hepáticos como o portocaval, gastrocaval, esplenocaval,

2. Diagnostico de fistulas arterio venosas congênitas ou adquiridas,

3. Diagnostico de patologias vasculares congênitas hepáticas como a hipoplasia portal,

4. Caracterização vascular de lesões focais em fígado,

5. Presença de tromboses venosas ou arteriais nos principais vasos abdominais, secundários a patologias como a síndrome de Cushing, Cardiomiopatia hipertrófica felina, Dirofilariose, pós trauma com formação de trombos, trombos neoplásicos,

foto-doppler-abdominal.png
dog-cat-01-web.png

6. Presença de estenoses adquiridas em vasos com perda de complacência da parede do vaso, ou provocado por massas intra ou extramurais vasculares com presença de turbulência pós-estenose,

 

7. Presença de massas neoplásicas invasivas para o interior dos vasos,

 

8. Presença de aneurismas adquiridos provocados por processos inflamatórios ou degenerativos nos vasos abdominais,

 

9. Caracterização de massas abdominais com relação a distribuição dos vasos e presença / ausência de fluxos,

 

10. Padrão de vascularização e caracterização de linfonodos,

 

11. Suspeita e diagnóstico de hipertensão portal secundário a hepatopatia crônica, cirrose, neoplasias hepáticas,

 

12. Confirmação / diagnostico de infiltração gordurosa juntamente com as informações obtidas a partir do modo B hepático,

 

13. Estudo velocimétrico da artéria renal e interlobares quando há suspeitas de injuria renal aguda ocorrida em menos de 24 horas e ainda não observadas alterações especificas em modo B,

 

14. Caracterização de lesões focais renais a partir da presença de sinal Doppler e sua distribuição,

 

15. Auxilio em biopsias abdominais identificando o trajeto dos vasos no interior do parênquima dos órgãos eleitos,

whatsapp-01.png